Arquivo diários:14 de março de 2019

Veja 5 dicas práticas para otimizar espaços na sua casa

Cada vez mais a otimização de espaços é uma saída para quem busca mais conforto e praticidade, seja nos apartamentos ou nas casas, já que a tendência de imóveis com medidas menores vem se tornando uma realidade nos últimos anos. 

Além disso, em muitos casos a residência deixou de ser apenas uma moradia e se tornou também um espaço de trabalho, ou seja, cada centímetro deve ser valorizado para que esse ambiente seja não só aconchegante, mas também funcional.

Atento a esta nova demanda no setor, Eufrásio Humberto Domingues, fundador do Grupo Realibrás/Conspar, explica como investir na otimização de espaços e traz orientações para quem busca o melhor aproveitamento do imóvel. 

“Utilizar o espaço de forma inteligente, sem dúvida, melhora a qualidade de vida da família toda, isso porque abre um leque de opções e possibilidades que antes não eram vistas, portanto essa residência deixa de ser apenas um dormitório, mas também um espaço onde é possível ter mais conforto para receber visitas, trabalhar em casa e até mesmo passar mais tempo com a família”, afirma Domingues.

Para quem busca soluções práticas, confira abaixo as 5 orientações para aproveitar ao máximo cada ambiente; 

1: Aproveite as paredes 

Umas das melhores dicas é justamente explorar as paredes, isso porque muitas vezes elas acabam se tornando apenas um espaço para os quadros, mas saiba que podem servir para pendurar prateleiras e armazenar livros ou filmes, além disso os ganchos também funcionam muito bem para pendurar bolsas ou casacos. Abuse da criatividade e utilize as paredes a seu favor. 

2: Aposte em cores neutras 

Para que o ambiente se mantenha mais iluminado e amplo, as cores mais claras e neutras podem ser grandes aliadas para espaços pequenos. Escolha uma cor predominante para todo o espaço em um tom neutro e utilize cores para a decoração como tapetes, almofadas ou quadros, por exemplo.


Pinterest

3: Espelho, espelho meu 

Muitos podem torcer o nariz quando se fala em espelhos, mas se usados com sabedoria, ajudam muito a dar mais amplitude aos ambientes, criando jogos visuais interessantes. Podem ser usados na vertical ou horizontal e não necessariamente precisam preencher todo o imóvel. Experimente utilizá-los em posições estratégicas, como, por exemplo, ao fundo da mesa de jantar, portas de armários ou móveis.


Pinterest

4: Cada centímetro é válido 

Sabemos que uma das maiores dificuldades é encontrar lugares para guardar tudo o que queremos, por isso cada canto pode se tornar muito útil para desempenhar esse papel. Alguns itens tomam mais espaço como panelas, produtos de limpeza ou jogo de toalhas, por isso armários nas quinas que vão até o teto ou prateleiras nos cantos podem ser uma boa pedida para armazenar esses itens. Além disso, no caso de imóveis que têm escadas, elas podem servir de gavetas embutidas e o vão também é um bom lugar para colocar prateleiras ou armários.


Pinterest

5: Móveis planejados e multiuso 

Os famosos móveis planejados podem fazer toda a diferença na organização de um apartamento ou casa, isso porque são feitos sob medida para se adaptarem de acordo com o estilo de vida de cada um. Isso vale para todos os ambientes, até mesmo a cozinha, que pode ter eletrodomésticos maiores, como fogão e geladeira, embutidos. Prefira móveis baixos e/ou vazados, assim você evita barreiras visuais no ambiente que podem diminuir a sensação de espaço, além disso opte por portas de correr e fuja de peças que ficam no meio do caminho, como mesas de centro, por exemplo.


Pinterest

Fonte: www.bonde.com.br

97% do setor imobiliário acredita que 2019 será um ano de crescimento, aponta pesquisa.

As definições políticas no executivo nacional concretizadas ao final de 2018 parecem aumentar a confiabilidade do empresariado frente ao cenário econômico para 2019. É o que apontam os dados da pesquisa “Perspectiva do Mercado Imobiliário 2018-2019” promovida pela ADIT Brasil, em parceria com o Grupo Prospecta. Os dados foram coletados entre dezembro de 2018 a janeiro de 2019.

Foram consultados aproximadamente 200 dos maiores empresários do país, responsáveis pela liderança do mercado em seus segmentos, o levantamento revela a percepção desses players, no momento pós-eleições e início do novo mandato presidencial, sobre a atual conjuntura econômica, bem como as perspectivas para o mercado imobiliário em 2019. Os setores analisados na pesquisa foram o de loteamento residencial, residencial vertical, residencial de 2ª residência, hotelaria de negócios, hotelaria de Lazer, edifício corporativo, comunidade planejada, startup, shopping center, condomínio logístico-industrial, timeshare e multipropriedade (fractional).

A pesquisa revelou que 52% do empresariado acredita no crescimento acentuado do mercado. Se comparado ao mesmo dado do ano anterior, a variação é positiva em 30%. Somados aos 45% que acreditam em uma retomada lenta ao longo do ano, 97% do setor se diz positivo. Apenas 2% acreditam na estabilização e 1% na recessão.

As áreas de maior interesse dentro do setor, com intenção de investimento nos próximos 12 meses, ainda de acordo com os dados levantados, foram loteamento residencial (80%), residência vertical (67%) e 2ª residência (51%), indicando um reaquecimento do segmento residencial que ficou aquém em períodos anteriores.

Os aspectos mais relevantes e com maior impacto no setor imobiliário atualmente são, especialmente, a disponibilidade de crédito (82%), estabilidade política (81%) e os juros em tendência de queda (74%). A necessidade de linhas de crédito, tanto para o desenvolvimento dos projetos quanto para o consumidor final, são aspectos bastante relevantes e que merecem atenção especial.

Confira a pesquisa detalhada por segmentos e entenda mais sobre as intenções do empresariado no mercado imobiliário para 2019.

Pontos relevantes

Aposta contundente do setor imobiliário, indicando crescimento da confiança do empresário em relação aos rumos do país (97% acreditam que 2019 será um ano de crescimento);

Variação negativa de 350% na percepção de que o mercado imobiliário se encontra em queda/declínio (apenas 1% veem dessa forma e 2% acreditam na estagnação);

Queda de 45% como o fator político sendo o maior risco existente no momento atual. Para 33% ainda é esse o principal risco contra 48% na pesquisa anterior. Indicação de confiança no atual governo, apesar de ser importante aguardar outras sinalizações e aprovação das reformas necessárias (especialmente Previdência Social). Para 81% o fator político é um aspecto de alta importância;

Disponibilidade de crédito como principal item de alta importância (82%) para o desenvolvimento do mercado. Importância do desenvolvimento de linhas de crédito para o setor, tanto no início dos projetos quanto para o consumidor final na ponta;

Segmento residencial com indicação de forte aquecimento. Destacaram-se na intenção de investimento nos próximos 12 meses o loteamento residencial (80%), residência vertical (67%) e 2ª residência (51%);

93% dos empresários indicaram intenção de investimento no setor ainda em 2019, um crescimento de 11% em relação a 2018. Tendência a mais movimentação de recursos entre as atividades secundárias do setor, como compra de terrenos (ponderar estoque acumulado), insumos, equipamentos.

Fonte: www.segs.com.br