Arquivo diários:18 de março de 2019

As cidades de bambu do futuro

Penda, uma empresa e estúdio de arquitetura chinesa, pretende desenvolver uma cidade inteira de hastes de bambu interligadas e corda – repensando o design sustentável como a conhecemos. Essa empresa espera que, um dia, um sistema modular que use bambu como material de construção primário possa substituir os arranha-céus tradicionais.

A inovação se trata do uso da construção modular junto ao quesito ecológico, ainda mais com o material bambu, que é de grande utilidade em construções e decoração, o que une aspectos de grande valia em uma obra atualmente.

bb1

A estrutura é capaz de crescer em diversas direções, gerando um grande sistema modular sustentável de alta resistência e beleza.

A sobreposição dos módulos aumenta a resistência total das estruturas  o que possibilita o desenvolvimento na vertical e horizontal.

bambu1.jpg
  • O bambu cresce comumente em toda a China e é considerado mais forte que o aço e mais resiliente que o concreto. Mas nas culturas ocidentais, muitas vezes percebemos esses caules lisos de verde como puramente decorativos. A Newsweek, uma revista de notícias semanal norte-americana publicada na cidade de Nova Iorque,  certa vez chamou o bambu de “a matéria-prima mais útil a ser negligenciada”.
  • Segundo uma pesquisa feita pela Future Cities Laboratory, um centro de pesquisa construtivo em Singapura, em ensaios de resistência, obambu se mostra mais adequado que a maior parte dos outros materiais, inclusive o concreto armado. Essa condição se deve a sua estrutra tubular oca, que gera um conjunto de esforços continuados ao longo de todo seu comprimento. Estudos indicam que essa formação está relacionada a sua adaptação natural ao longo dos milênios contra os ventos

Algumas características  do Bambu :

  1. Cresce incrivelmente rápido. Pode esticar mais de quatro pés por dia nas condições certas, gerando uma constante renovação.
  2. Possui grande resistência a tração e compressão devido sua organização estrutural.
  3. Matéria prima de custo barato
  4. Material sustentável e esteticamente belo no quesito construtivo

No contexto brasileiro, é evidente que ainda existe uma cultura de desconhecimento acerca de estruturas modulares, ainda mais quando se trata do uso de bambu. Essa cultura somada ao negligente processo de desenvolvimento tecnológico brasileiro dificulta o uso de tais recursos e inovações, pois para muitos ,por exemplo, o concreto e os tijolos ainda são de alta eficácia, o que não deixa de ser, mas é evidente que há inúmeras possibilidades para o progresso.

0028-711x460.jpg

Exemplo de uma construção em bambu.

Fonte: civilizacaoengenheira.wordpress.com