Arquivo diários:13 de maio de 2019

3 tipos de decoração para apartamentos pequenos


Nestes projetos criativos, cada coisa tem seu lugar em espaços de até 35 metros quadrados

Morar em apartamentos pequenos costumava ser sinônimo de desafio, mas agora não mais. A cada dia mais pessoas estão preferindo mudar para lugares menores e que são super bem pensados.

Confira 3 inspirações:

Família atual


(Nathalie Artaxo/CLAUDIA)

O desafio proposto às arquitetas Fabiana Silveira e Patricia de Palma, do SP Estudio (@spestudio), em São Paulo, não era simples. Elas tinham que instalar um casal e a filha adolescente em um apartamento de apenas 33 metros quadrados. Com marcenaria planejada e aproveitamento de cada centímetro, deu tudo certo.


(Nathalie Artaxo/CLAUDIA)

Pasme: todo mundo tem um espaço para chamar de seu. “O casal ficou com o quarto, que pode ser integrado à área social ou separado por portas de vidro boreal. Já a filha ocupou a antiga varanda, que se transformou em quarto e sala de TV, pois a cama funciona também como sofá”, explica Fabiana.


(Nathalie Artaxo/CLAUDIA)

Há ainda uma bicama para quando recebem visitas. Outros móveis têm dupla função, como a cama do casal e o banco da sala de jantar, ambos com baús embutidos, e o armário da TV, que possui nichos para fazer as vezes de guarda-roupa da adolescente. “A multifuncionalidade é a melhor solução para ganhar espaço”, afirma a arquiteta.

Fácil uso


 (Daniel Lee/CLAUDIA)

Os donos deste apartamento se mudaram do interior de São Paulo para a capital querendo ficar mais perto dos filhos, que já moravam na cidade. O desejo era manter o clima de calmaria pelo menos dentro de casa. As arquitetas Bianca AtallaElisa Ju e Fernanda Mendonça, do JMA Estúdio (@jmaestudio), criaram um refúgio.


 (Daniel Lee/CLAUDIA)

Para fazer bom uso dos 35 metros quadrados de área, a varanda foi integrada à sala, aumentando o espaço de estar e jantar. Apesar de o condomínio ter lavanderia coletiva, os moradores optaram por uma área de serviço no apartamento, disfarçada com uma parede de blocos de vidro. O truque permite isolar o tanque sem perder a entrada de luz na cozinha.


 (Daniel Lee/CLAUDIA)

“Sempre que houver possibilidade, agregue os ambientes. E evite móveis robustos, que atravancam a passagem. Prefira aqueles com mais de uma função, como a bancada de café da manhã, que se estende como rack da TV e conecta-se com a mesa de jantar”, diz Fernanda.

Sem tédio


(Renato Navarro/CLAUDIA)

Paredes são desnecessárias neste apartamento de 24 metros quadrados, localizado em São Paulo. O imóvel foi pensado para atender quem não tem medo de ousar no design de móveis e objetos.

Os arquitetos André BacalovKika Mattos e Marcela Penteado, da TRiART Arquitetura (@triart.arquitetura), integraram até o banheiro, que aparece demarcado apenas por uma estrutura de metal e vidro e pela cor laranja pintada do chão ao teto.


(Renato Navarro/CLAUDIA)

“Brincamos com geometrias e caixas que delimitam espaços sem precisar construir uma barreira”, define Kika. Para deixar o restante uniforme, o piso e as paredes receberam a textura do cimento queimado.

O armário, de tom escuro, garante profundidade ao ambiente e abriga de roupas a utensílios de cozinha. “Conta também com um painel de correr na frente, que, quando fechado, esconde a televisão”, completa a arquiteta. O sofá-cama, bem espaçoso e confortável, é outro destaque.


(Renato Navarro/CLAUDIA)

Fonte: claudia.abril.com.br

Por Edição visual: Olivia Canato

Secovi: vendas e lançamentos de imóveis crescem 14,3% e 32,9% em março em SP

Secovi: vendas e lançamentos de imóveis crescem 14,3% e 32,9% em março em SP

O mercado de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo teve expansão das vendas e dos lançamentos em março, de acordo com pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

As vendas em março chegaram a 2.987 unidades, montante 14,3% maior do que no mesmo mês do ano passado. As vendas acumuladas em 12 meses totalizaram 30.961 unidades, um crescimento de 15,8% em comparação com os 12 meses anteriores.

Já os empreendimentos lançados em março somaram 2.081 unidades, número 32,9% acima do visto no mesmo mês do ano passado. Os lançamentos acumulados em 12 meses alcançaram 37.706 unidades, um avanço de 19,8%.

A pesquisa do Secovi-SP apurou que os empreendimentos de médio e alto padrão responderam pela maior parte dos lançamentos e das vendas no começo deste ano, enquanto os projetos do Minha Casa Minha Vida (MCMV) tiveram uma participação menor. O movimento indica uma recuperação do setor de médio e alto padrão, mais afetado pela crise nacional, que provocou uma enxurrada de vendas canceladas nos últimos anos.

A capital paulista fechou o mês com 20.376 unidades no estoque disponíveis para venda, incluindo imóveis na planta, em obras e recém-construídos. O estoque cresceu 5,5% em um ano.

Fonte: www.istoedinheiro.com.br