Arquivo diários:24 de maio de 2019

Condomínio de luxo no interior do Brasil terá praia com ondas artificiais

Uma praia no interior de São Paulo, a quilômetros de distância do litoral? É isto o que a Fazenda da Grama, condomínio de alto padrão em Itupeva, a 70 km de São Paulo capital via Rodovia dos Bandeirantes, vai oferecer aos seus moradores com seu projeto Praia da Grama, que pretende recriar no campo o ambiente e a atmosfera do litoral.

Pensado para uso exclusivo dos moradores do condomínio de alto padrão, que terá um total de 467 lotes, o projeto será implantado em uma área de 91 mil m² e contará com tudo o que uma praia pode oferecer. Isso inclui faixa de areia de 500 metros de extensão, vegetação nativa da mata atlântica e ‘mar’ com ondas – geradas por meio do sistema de geração de ondas da espanhola Wave Garden. Com capacidade para produzir cerca de mil ondas por hora, ele produz ondas de 0,5 metros a 2 metros de altura.

“Vamos trazer vegetação de grande porte, pedras, areia, tudo natural e integrado com a arquitetura do local”, diz em nota, Benedito Abbud, que assina o paisagismo do projeto.

Térreas e abertas, as edificações foram planejadas para emoldurar a faixa de areia e são todas voltadas para o ‘mar’. Elas irão abrigar as áreas comuns do empreendimento, como por exemplos: restaurantes, academia com piscina coberta, spa, bar, salão para eventos, quadras de beach-tênis e beach-vôlei, agora com projeto assinado por Gui Mattos.

A praia artificial integra as fases 3 e 4 do projeto de expansão do condomínio Fazenda da Grama, com lotes à venda ao preço médio de R$ 2,2 milhões. A previsão é a de que a praia com ondas artificiais seja concluída até outubro de 2020.

Surfistas como Gabriel Medina e Filipe Toledo já tiveram a oportunidade de surfar no protótipo na sede da empresa de engenharia responsável pela tecnologia no norte da Espanha. Com um sistema chamado “The Cove”, a piscina tem 500 m de extensão e consegue impulsionar ondas a cada 8 segundos, com um tamanho que varia de 0,5 metros  a 2 metros de altura. Veja abaixo:

Fonte: https://engenhariae.com.br