Arquivo diários:5 de maio de 2020

Vitacon lança megaprojeto na pandemia e vende 50% em um mês

A construtora dos compactos vendeu mais de 300 unidades em abril, todas digitalmente, de seu maior lançamento, ao lado da estação Paraíso

Alexandre Frankel, o jovem dono e presidente da construtora e incorporadora Vitacon, tornou-se o rosto mais conhecido do ramo quando o assunto são apartamentos compactos na cidade de São Paulo. Depois inventar e reinventar moda com microapartamentos de 10 metros quadrados e até cápsulas de dormir, ousou lançar um empreendimento em plena pandemia do novo coronavírus. Ou melhor: um megaempreendimento com 630 unidades, o maior da história da empresa em quantidade de apartamentos. E, em pouco mais de um mês, vendeu 50%.

“Era lançar naquele momento ou sabe-se lá quando. E nós aqui, na dúvida, escolhemos sempre fazer, no lugar de não fazer”, contou ele ao EXAME IN. Em pleno 20 de março, com a maioria das grandes empresas já funcionando com as equipes em home-office, Frankel deu a largada no esforço de venda do “Paulista ON”, localizado na Avenida Bernardino de Campos, pouco antes dela se transformar em Avenida Paulista, o ainda símbolo da cidade. “No pré-lançamento, iniciado em fevereiro, eu tinha uma demanda de três vezes o total do empreendimento. O mercado em São Paulo estava a 300 quilômetros por hora”, comentou ele. Apesar de a pandemia ter reduzido as compras para um sexto das intenções, Frankel está satisfeito com o resultado.

O valor geral de vendas (VGV) do empreendimento é de 350 milhões de reais. Até sexta-feira, das 630 unidades com tamanhos entre 18 e 80 metros quadrados, mais de 300 estavam vendidas para um público de mais de 250 compradores. Detalhe: todos os negócios foram fechados digitalmente, sem nem um único encontro para assinaturas.

“Ser digital não era novidade para nós. Eu já vendia para 37 países diferentes e 50% das vendas eram feitas totalmente on-line”, explicou Frankel, que há muitos anos explora o mercado de investidores do setor. Com apenas dez anos de vida, a Vitacon, que nasceu no bairro Vila Olímpia, zona sul da capital paulista, concluiu mais de 35 empreendimentos em sua história. O valor somado dos lançamentos feitos nos últimos três anos ultrapassa 4 bilhões de reais.

Frankel colocou gás total no Paulista ON, cujo terreno foi comprado há apenas um ano, pelo potencial que vê no empreendimento. O prédio foi projetado para ficar em destaque na cidade e abraçar a estação de metrô Paraíso, coração do entrocamento entre as linhas Azul e Verde. Foi planejada uma ligação entre a estação e o centro comercial que ficará embaixo dos apartamentos, na altura do térreo da rua. “A torre de apartamentos vai ser visível da Avenida 23 de Maio, bem ali no momento em que o Obelisco do Ibirapuera surge no horizonte”, contou.

Apesar de feliz com o resultado, o empresário ainda não tem um palpite como o mundo vai funcionar daqui para frente no ramo imobiliário. Ele acredita que o caminho para entender o que será o “novo normal” é testar e aposta que a taxa básica de juros baixa continuará sendo algo positivo para o setor. “Tem muito profeta com modelos matemáticos sem nenhuma aderência à realidade. Acredito mesmo que o mais importante a fazer é cada um traçar o seu cenário e experimentar iniciativas com cuidado. E precisa humildade para admitir que não sabe”.

E o próximo lançamento, quando vem? “Não sei. Quem sabe?” Mas o próximo pode ser ainda maior. Antes da covid-19 se alastrar mundo afora, a Vitacon planejava para junho um lançamento com nada menos do que 900 apartamentos bem no centro da cidade. “Se o mercado permitir, vamos fazer.”

A primeira escritura digital

No mundo em que tudo é on-line, poucas cenas soam mais retrógadas do que ir a um cartório com a rotina de assinar, carimbar e testemunhar contratos. Na semana passada, Frankel foi protagonista da primeira assinatura de escritura imobiliária totalmente digital, com uma unidade do empreendimento na Rua Alvorada, no bairro berço da empresa. O contrato foi selado em parceria com a Dinamarco Registros e Tabelião.

A iniciativa foi possível devido a uma decisão da Justiça de São Paulo sobre a realização de atos notariais à distância, devido à crise do coronavírus. A novidade passou a valer em 29 de março, para todo Estado de São Paulo. A norma também permite a realização de procurações públicas, divórcios e inventários.

Fonte: https://exame.abril.com.br/

Por Graziella Valenti