Arquivo diários:5 de junho de 2020

“Construções sustentáveis: a importância das ideias que preservam o meio ambiente”

“O Brasil é o quarto país do mundo com mais certificações de edifícios com práticas de sustentabilidade, como reutilização da água da chuva e energia solar”

Muito além de ser apenas um elemento imponente nos projetos arquitetônicos, a sustentabilidade tem se tornado essencial. A cada dia crescem as necessidades de novas soluções que ajudem na preservação do meio ambiente. São engenheiros, designers e arquitetos pensando juntos em ideias que possam contribuir com um mundo mais equilibrado.

Neste 5 de junho, em que é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, é importante lembrar da importância que a nossa casa tem na hora de proteger o ecossistema global. Os chamados edifícios verdes já são realidade e trazem benefícios como a utilização da água da chuva, a implementação de painéis de energia solar e gestão de resíduos.

No geral, o processo de viabilização desses empreendimentos começa antes mesmo do edifício ser construído. Uma obra sustentável engloba todo o projeto, desde o planejamento até eventuais manutenções após a entrega. Dessa forma, outras medidas são previamente determinadas, como a preferência pelo uso de materiais reaproveitáveis e a utilização de fontes renováveis, que diminuem bastante o impacto no ambiente.

Segundo João Vitor Gallo, sócio da empresa de consultoria sustentável Petinelli, o futuro das construções verdes é muito promissor e está cada vez mais próximo. ‘‘Em alguns estados norte-americanos já é lei certificar prédios públicos. No Brasil, isso já está se tornando um padrão de mercado. Os edifícios verdes são uma solução para construir melhor, gastando menos recursos e economizando dinheiro do usuário’’, explica.

Edifícios verdes nas grandes cidades
Em grandes metrópoles, empreendimentos com propostas sustentáveis são cada vez mais comuns. Na Austrália, por exemplo, foi lançado em 2013 o One Central Park, com a parede viva mais alta já construída. São 166 metros de vegetação, que cobrem os dois prédios residenciais, trazendo um marco verde para Sydney.

Aqui no Brasil, a cidade de Curitiba tem se tornado um epicentro de novos edifícios sustentáveis. Ainda em fase de construção, o Bosco Centrale será o primeiro empreendimento de alto padrão a trazer para o centro da cidade um bosque vertical habitável. O destaque do projeto é criar um majestoso painel verde que revestirá toda a fachada do edifício.

O renomado arquiteto paisagista Benedito Abbud, responsável pelo projeto arquitetônico do Bosco Centrale, diz que o empreendimento é rico em detalhes inovadores. “Seguindo tendências internacionais, a presença da natureza marca o projeto. Além da preocupação visual e física, também nos atentamos a uma estratégia para reconectar as pessoas com a natureza’’, ressalta.

Projetos para a vida
O Bosco Centrale é um empreendimento da GT Building em parceria com a Teig Empreendimentos e a Gadens Incorporadora. Todos os apartamentos foram planejados para usufruir do bosque vertical instalado em toda a parte exterior do edifício, o que gera mais frescor, aconchego e noção de sustentabilidade. O empreendimento é o primeiro da cidade a possuir esse visual contemporâneo de bosque vertical habitável. Além disso, está em processo de certificação do GBC Condomínio.

Para saber mais sobre o Bosco Centrale e outros projetos, fale com a GT Building:

Site: www.gtbuilding.com.br

WhatsApp: 41 2170-9000″

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/