Transformações do mercado imobiliário na era digital.

Tecnologias devem ser usadas para garantir mais eficiência e transparência nas transações e transformar a experiência do consumidor.

O mercado imobiliário está passando por uma grande transformação digital, principalmente na relação entre consumidores e todos os envolvidos na cadeia como corretores, imobiliárias, incorporadoras e construtoras. Se antes as informações eram pulverizadas entre os players, a tecnologia e o comportamento de consumo estão modificando este cenário.

Na visão de Lucas Vargas, CEO do portal de imóveis VivaReal, o setor imobiliário deve trazer uma jornada do consumidor muito mais acolhedora. Para tal, toda a transação deve ser mais eficiente e transparente, indo além da busca do imóvel e de fotos nos portais. O executivo ressaltou que a falta de transparência e confiança na relação dos consumidores com corretores e imobiliárias no Brasil impacta negativamente as avaliações sobre este mercado.

“De acordo com pesquisas de satisfação realizadas pelo VivaReal, o atual nível de satisfação do consumidor para com os serviços imobiliários hoje atinge uma nota média de 3.3, de 10. Nosso objetivo é de subir esta nota para no mínimo 8”, contou Vargas. Mas como um setor tão tradicional e off-line pode se transformar em data driven?

Para responder esta questão, o executivo detalhou, durante apresentação realizada na quarta-feira, 8, no IT Forum Expo 2017, os planos do VivaReal para transformar a experiência do consumidor através de transações imobiliárias mais seguras e efetivas, com base no que já é feito no mercado imobiliário americano, e que está dando muito certo. “Não estamos falando sobre acabar com o trabalho dos corretores, mas sim conectá-los às soluções digitais”, enfatizou.

Tecnologias efetivas

A necessidade de uma ferramenta de mapeamento virtual foi a primeira solução apontada por Vargas durante sua apresentação. “Diferentemente dos Estados Unidos, não existe no Brasil um mapeamento que disponibilize aos consumidores informações completas e digitalizadas sobre todos os imóveis”, comentou. 

Pelo fato da jornada do consumidor no mercado imobiliário não ser linear, mas descontínua, também é preciso, segundo ele, criar um ecossistema para operar ponta a ponta neste mercado. Outra solução a ser considerada é a de moderação dos corretores para se ter um “match” entre oferta e demanda. “Nos EUA, por exemplo, os portais imobiliários disponibilizam os perfis dos corretores e suas avaliações”.

Assim como nos demais segmentos, o mercado imobiliário deve se reinventar para acompanhar a evolução das tecnologias. O caminho do sucesso nessa nova era será adequar as estratégias ao novo comportamento do consumidor de imóveis.

Fonte: https://itforum365.com.br