A importância da boa vizinhança no novo lar.

 Resultado de imagem para A importância da boa vizinhança no novo lar
 
A estrutura do imóvel e a localização são dois quesitos importantes na hora de escolher um novo lar. Além deles, as características da vizinhança também são importantes. É o que indica pesquisa da Storia Imóveis, da OLX. Para 75% dos entrevistados, as características do bairro e entorno são tão importantes quanto a estrutura do imóvel. Dos cinco atributos primordiais para os pesquisados, três são relacionados à vizinhança: 59% afirmam que segurança é essencial, 31% privilegiam as opções de transporte na região e 25% preferem que o imóvel seja perto do local de trabalho ou faculdade.
 
A localização, diz o estudo, é tão relevante na hora dessa escolha que um terço dos entrevistados disseram que pagariam até 10% mais caro por um imóvel similar em outra região que considera ideal para viver e 16% chegariam a pagar até 30% a mais. “Como muitas vezes os imóveis possuem características similares, o que pode fazer uma grande diferença entre escolher entre esta ou aquela casa é o bairro onde ela está Pesquisa ouviu 1.026 pessoas de todo o Brasil. Mulheres são as mais responsáveis na compra ou aluguel localizada e o que ela oferece”, explica Igor Pereira, vice-presidente de imóveis da OLX.
 
OS ARREDORES
 
O estudo identificou ainda o comportamento dos usuários no que diz respeito ao conhecimento dos arredores: 43% buscam informações em sites para se certificar de que a vizinhança na qual estão buscando imóvel é a ideal para as suas necessidades.
 
“Uma família pode optar por uma casa grande e aconchegante, mas que está em uma região sem boas escolas e opções de lazer. Um casal pode escolher um apartamento já mobiliado, porém muito longe do trabalho e sem opções de transporte por perto. Nesse contexto, o entorno do imóvel acaba se tornando um fator tão importante quanto a sua estrutura física”, afirma Pereira.
 
A pesquisa ouviu 1.026 pessoas de todo o Brasil. Em relação ao perfil de quem decide pela compra ou aluguel de um imóvel, as mulheres são as mais responsáveis por essa definição: do total de entrevistados, 53% são do sexo feminino. Entre o público pesquisado, 55% têm de 26 a 45 anos, 67% são famílias (com e sem filhos) e 70% tomam a decisão da escolha do imóvel em família.
 
Fonte: http://www.ademi.org.br
 
O Dia, Cristiane Campos